AUTOGESTÃO DA AGRESSIVIDADE: REVISÃO DA LITERATURA E APLICAÇÕES NA PROFISSÃO POLICIAL

  • Leonardo Borges Ferreira
  • Gisleno Gomes de Faria Alves
  • Renata Braz das Neves Cardoso
  • Leonardo Siqueira dos Santos

Resumo

Este estudo buscou identificar e organizar a literatura sobre a autogestão da agressividade para policiais. O estudo partiu do pressuposto teórico de que policiais, por meio de ações institucionais, podem ser dotados de capacidades autorregulatórias que lhes permitam compreender e gerenciar a agressividade, prevenindo comportamentos aversivos. O estudo focou, especificamente, na realidade da Polícia Militar do Distrito Federal. O percurso metodológico envolveu a busca de livros e artigos científicos relacionados à autogestão da agressividade em portais de periódicos e bibliotecas virtuais. O estudo adotou como pressuposto que treinamentos policiais e as situações cotidianas a que estão submetidos devem ser contrabalanceados por iniciativas institucionais que permitam a manutenção das capacidades avaliativas e decisionais em situações adversas, por meio da promoção e desenvolvimento de competências, habilidades e aptidões de autorregulação da agressividade.

 

Palavras-chave: autogestão; agressividade; desvios de conduta; controle emocional

Publicado
2022-09-05
Como Citar
Borges FerreiraL., Gomes de Faria AlvesG., Braz das Neves CardosoR., & Siqueira dos SantosL. (2022). AUTOGESTÃO DA AGRESSIVIDADE: REVISÃO DA LITERATURA E APLICAÇÕES NA PROFISSÃO POLICIAL. Revista Ciência & Polícia, 8(1), 125-147. Recuperado de https://revista.iscp.edu.br/index.php/rcp/article/view/239