Valores humanos e justiça organizacional no contexto das lotações e remoções de Delegados de Polícia Civil do Distrito Federal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.59633/2316-8765.2012.354

Palavras-chave:

justiça organizacional, lotação funcional, remoção de delegados de polícia, valores humanos

Resumo

O estudo investigou uma relação pouco explorada no campo científico: valores humanos individuais como preditores de justiça organizacional. O contexto foi a distribuição de postos de trabalho para delegados de polícia nas diversas unidades policiais do Distrito Federal, recurso organizacional conhecido como “lotação funcional”, que foi considerado muito importante em uma amostra de 206 participantes, representando 64% da população estudada. As variáveis foram medidas por meio do Portrait Value Questionaire Refined, PVQ-R (Schwartz et al., 2012; Torres et al., 2016), e a Escala de Percepção de Justiça Organizacional, EPJO (Mendonça et al., 2003). As médias gerais revelaram que os valores de conservação e autopromoção são predominantes na carreira, havendo baixa percepção de justiça organizacional sobre a distribuição das lotações, especialmente quanto aos procedimentos adotados para a decisão. Análises inferenciais apontaram poder de predição de valores de conservação sobre justiça distributiva (R² = 0,043) e justiça de procedimentos (R² = 0,068), enquanto que valores de abertura à mudança predisseram justiça interacional (R² = 0,022). O sentido das correlações foi harmônico ao caráter senoidal do Contínuo Motivacional de Schwartz. Os resultados apontam que os delegados com valores de conservação perceberam menos justiça distributiva e de procedimentos, indicando que o sistema de lotações e remoções pode ativar metas de segurança com impacto negativo na percepção de justiça, enquanto que policiais com metas opostas relataram maior justiça interacional.

 

Biografia do Autor

  • Helder Arns Pedron, Polícia Civil do Distrito Federal

    Mestre em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília (UnB). Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal.

  • Claudio Vaz Torres, Universidade de Brasília

    Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília (1988), mestrado em Psicologia pela Universidade de Brasília (1991) e PhD em Industrial Organizational Psychology - California School of Professional Psychology (1999), pós-doutorado em Marketing pela Griffith University, Austrália (2004), pós-doutorado em Cross-Cultural Research pela University of Sussex, Inglaterra (2009), pós doutorado em Cross-Cultural Psychology and Human Values pela Hebrew University of Jerusalem, Israel (2013) e pós doutorado  em Valores Humanos Básicos na University fo Haifa (2018). Em todos os estágios Pós-Doutorais desenvolveu e validou para amostrar brasileiras medidas para uso em pesquisa transcultural, notadamente o Questionário Refinado de Valores - PVQ-RR. Atualmente é revisor do JCCP - Journal of Cross-Cultural Psuchology. IJIR - International Journal of Intercultural Research; American Psychologist Journal; Revista Psicologia: Teoria e Prática; RAC - Revista de Administração Contemporânea; e RAM - Revista de Administração de Mackenzie. Avalador de trabalho da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, membro da International Association for Cross Cultural Psychology, da qual também é o Representante Regional para a América do Sul. Parte das atribuições desta representação inclui a aplicação para o contexto nacional , de pesquisas transculturais e carências e problemas sociais da América do Sul. Tem experiência na área de Psicologia Transcultural, atuando principalmente no seguintes temas: valores humanos básicos, valores culturais, psicologia politica, comportamento do consumidor e diversidade cultural e inclusão. Desenvolveu intervenções em diversidade para escolas públicas nos níveis fundamental e médio.

Downloads

Publicado

22.04.2024

Edição

Seção

Dossiê I/2024 - Psicologia Policial e da Segurança pública

Categorias

Como Citar

PEDRON, Helder Arns; TORRES, Claudio Vaz. Valores humanos e justiça organizacional no contexto das lotações e remoções de Delegados de Polícia Civil do Distrito Federal. Revista Ciência & Polícia, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 213–242, 2024. DOI: 10.59633/2316-8765.2012.354. Disponível em: https://revista.iscp.edu.br/index.php/rcp/article/view/354.. Acesso em: 21 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 100

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.