Impacto do conselho comunitário de segurança nas ações de planejamento dos segmentos de segurança pública em São Sebastião Distrito Federal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.59633/2316-8765.2015.48

Palavras-chave:

CONSEG, Polícia Comunitária, Segurança Pública

Resumo

O trabalho buscou aferir o impacto das atividades do Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG) nas ações de planejamento dos segmentos do Sistema de Segurança Pública no Distrito Federal que atuam em São Sebastião. Para tanto, a pesquisa desenvolveu-se em três vertentes: legislação, literatura e entrevistas. O estudo apontou que a estrutura estudada contribuía apenas com informações para os órgãos de segurança da cidade, sem, contudo, participar decisoriamente das decisões tomadas pelos segmentos. Espera-se, assim, contribuir-se com a produção de conhecimento quando o assunto é a parceria entre o Estado e a Sociedade.

Biografia do Autor

  • Isângelo Senna da Costa, Instituto Superior de Ciências Policiais

    Police Officer, Crime Prevention, CPTED, Fear of Crime, Social Psychology, Environmental Psychology, Environmental Criminology

Referências

ÁVILA, Carlos Frederico Domínguez (2008). Democracia e novas formas de socialibilidade no Brasil: in dúbio pro democracia.InSANTANDER, Carlos Ugo;

ÁVILA, Carlos Dominguez; DUARTE; AldiraGuimarães (Orgs.). Estudos Sobre Direitos Humanos Sociedade e Democracia.São Paulo: CMDH.

BRADLEY, Jana (1993). Methodological issues and practices in qualitative research. Library Quarterly, v. 63, n. 4, p. 431-449.CODEPLAN (2006). Síntese de informações sócio-econômicas do Distrito Federal.

CODEPLAN. Disponível para acesso em http://www.codeplan.df.gov.br/sites/200/216/00000005.pdf.Acessado em 07 de mar. de 2009.

DANTAS, George Felipe de Lima. (2009). Em busca de um modelo de gestão da segurança pública: policiamento comunitário.Disponível para acesso em http://www.upis.br/nusp/downloads/nusp10.pdf. Acessado em 14 de mar. de 2009.DANTAS, George Felipe de Lima;

BRITO, Carlos Eugênio Timo, LUIZ, Carlos Magalhães (2009). Janelas quebradas: uma interpretação brasileira. Disponível para acesso em http://www.fenapef.org.br/htm/docs/070809_BW-Texto-final%20.doc. Acessado em 19 de mar. de 2009.

FLICK, Uwe (2004). Uma introdução à pesquisa qualitativa.2ª Ed. Porto Alegre: Bookman.

FRÜHLING, Hugo (2006). The Impact of Community Policing and Police Reform in Latin America. inTULCHIN, Joseph; RUTHENBURG, Meg (org.) Toward a Society under law: citizens and their police in Latin America. Washington, D.C.: Woodrow Wilson Center Press; The Johns Hopkins University Press.Baltimore, Maryland.

FRÜHLING, Hugo(2003). Policía Comunitaria y Reforma Policial en América Latina: cúal es el impacto? Santiago: Centro de Estudios en Seguridad Ciudadana. Institutode Asuntos Públicos: Universidad de Chile.

FRÜHLING, Hugo (2003).Police and Society in transitional countries: the case of LatinAmerica. In LINDHOLT, Lone at al.(Org.).Human Rights and the police in transitional countries.Hillerod: Martinus Nijhoff Publishers, 2003.

KAPLAN, B.; DUCHON, D (1988). Combining qualitative and quantitative methods in information systems research. A case study.MIS Quarterly.MINAYO, Maria Cecília de Souza (1994).Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes.

OSBONE, David; GAEBLER, Ted (1994).Reinventando o Governo: como o espírito empreendedor está transformando o setor Público.Brasília: ENAP -MH Comunicação.PMDF. Disponível para acesso em http://www.pmdf.df.gov.br/?pag=estrutura_operacional. Acessado em 21 de fevereiro de 2009.

SANTANDER, Carlos Ugo (2008). A sociedade civil nos processos de transição política em Brasil e Peru: cronologia e comparação. In SANTANDER, Carlos Ugo; ÁVILA, Carlos Dominguez; DUARTE; Aldira Guimarães (Orgs.). Estudos Sobre Direitos Humanos Sociedade e Democracia.São Paulo: CMDH.

SAPORI, Luís Flávio (2007).Segurança Pública no Brasil: desafios e perspectivas.FGV Editora.SENASP (2006). Curso Nacional de Polícia Comunitária.Brasília: Secretaria Nacional de Segurança Pública –SENASP. SENASP (2008).Manual do Curso Internacional de Multiplicador de Polícia Comunitária –Sistema Koban.São Paulo: PMESP.

SENASP (2002).Policiamento Comunitário: experiências no Brasil 2000-2002. São Paulo: Página Viva.

SSPDF (2008). Relatório Anual da Subsecretaria deProgramas Comunitários. Brasília, 2008.SSPDF (2009). Disponível para acesso em http://www.ssp.df.gov.br. Acessado em 21 de fevereiro de 2009.TROJANOWICZ, Robert.; BUCQUEROUX, Bonnie (1999).Policiamento Comunitário: como começar.Tradução Mina Seinfeld de Carakushansky. São Paulo: Polícia Militar do Estado de São Paulo.

TULCHIN, Joseph; RUTHENBURG, Meg (2006).Toward a Society under law: citizens and their police in Latin America.Washington, D.C : Woodrow Wilson Center Press. The Johns Hopkins University Press; Baltimore, Maryland.

VERGARA, Sylvia (2000). C. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. 3.ed. São Paulo: Atlas.

VICENTE, Victor Manoel Barbosa (2007). A institucionalização da atividade de segurança comunitária na Polícia Militar do Distrito Federal.Dissertação. Brasília: Universidade de Brasília, Brasília.

ZAVATARO, Bruno (2006). Democracia nos conselhos comunitários de segurança de Curitiba: uma nova gestão de Segurança Pública? Monografia. Curitiba: UFPR.

Downloads

Publicado

02.06.2015

Como Citar

DA COSTA, Isângelo Senna. Impacto do conselho comunitário de segurança nas ações de planejamento dos segmentos de segurança pública em São Sebastião Distrito Federal. Revista Ciência & Polícia, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 36–49, 2015. DOI: 10.59633/2316-8765.2015.48. Disponível em: https://revista.iscp.edu.br/index.php/rcp/article/view/48.. Acesso em: 20 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 86

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.